Psicólogo pede apoio na CMM aos doentes mentais e vulneráveis

por Danielle Duarte última modificação 04/06/2018 13h51

Durante a 23 ª Reunião Ordinária realizada dia, 24, no plenário da Câmara Municipal de Macapá (CMM) foram apresentadas 56 proposições entre indicações, requerimentos e um pedido de vista, opinando pela aprovação ao projeto de lei 05/18 proposta pelo vereador Nelson Souza.

A convite do Vereador Professor Rodrigo Gomes (Rede) , compareceu a Tribuna da CMM André Romero , psicólogo da Secretaria Social e do Trabalho (Semust). Veio reivindicar os direitos e atenção às pessoas com problemas de saúde mental em situação de vulnerabilidade social. André Romero não revelou a estatística por ainda não ter esse banco de dados atualizados na rede pública.

André garante que são muitos e que vivem em condições de vulnerabilidade social e convoca a todas as pessoas para ter mais tolerância e respeito para com essas pessoas. Alertou que ninguém está isento de se tornar vítima de doenças mentais. “Quando a pessoa não puder ajudar, mas por piedade não maltrate. São seres humanos e precisam de respeito, porque ninguém escolhe pertencer a esta categoria”.

Elinaldo Ribeiro dos Santos, usuário do sistema e voluntário do CAP Gentileza, também a usar a tribuna, juntamente com outro voluntário, Patrick Ernanes Soares, fez um emocionante apelo à comunidade: "Estamo“ trabalhando pelo resgate da saúde dos doentes mentais. Muito vivem pelas ruas perambulando sem rumo e sofrem mal tratos. “São pessoas que precisam do nosso apoio e sensibilidade para auxiliar no que for preciso ou ligar para nós, que iremos mobilizar as pessoas para acolher essa pessoa”, apelou Elinaldo Ribeiro.

Patrick Soares, com o inseparável boné, também usuário diz que todas as pessoas podem se tornar um voluntário e ajudar a essas pessoas, como se fossem membros da família. Só assim poderemos reduzir este número de pessoas que ficam expostas e vulneráveis pelas vias da cidade”.

André Romero pede para que as pessoas imprima e cole os endereços de apoio para que elas possam receber atendimento humanitário. Ligue ou encaminha para que possamos atender essas pessoas.

Secretaria de Comunicação/SECOM/CMM.