Uso da Tribuna

por Danielle Duarte última modificação 21/08/2018 11h49

Uso da tribuna por parlamentares marca a reunião desta terça-feira

Durante a 40ª Reunião Ordinária desta terça-feira, 14, quatro vereadores usaram a tribuna evidenciando debates relativos à saúde, religião, corrupção e violência contra a mulher.

A vereadora Patriciana Guimarães (PRB) pede a ampliação da oferta de consultas médicas disponíveis na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Brasil Novo. Em visita, a UBS, a parlamentar recebeu muitas reclamações de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) quanto as dificuldades para marcar uma consulta.

Religião- O vereador Jorielson Federal (PRP) reclama de uma recomendação do Ministério Público Federal (MPF) que proibe o debate sobre política partidária nas congregações religiosas. Jorielson considera a medida, uma afronta a democracia e a liberdade de expresão. Ele diz que mais de 33% da população do Amapá é evangélica.

O vereador Marcelo Dias (PPS) reivindica a aprovação do Projeto de Lei denominado Anti-Corrupção, que recebeu Veto Integral da Prefeitura Municipal de Macapá. A matéria prevê o acompanhamento de obras públicas desde o início ao término da obra. “Iremos continuar nossa luta para derrubar o veto que tenta barrar esse projeto”, arremata Marcelo Dias.

Violência- A violência contra a mulher também foi outro tema debatido na reunião desta terça-feira. O vereador Yuri Pelaes (MDB) está preocupado com os índices de violência contra a mulher. O parlamentar destaca o assassinato da policial militar Emilly ocorrido no último domingo, 12, cujo autor foi o ex-namorado também policial militar Kássio de Mangas dos Santos.

Os vereadores aprovaram também oito indicações e 150 requerimentos, que abordam questões pautadas nos problemas que aflingem os bairros de Macapá.

Secretaria de Comunicação/SECOM/CMM.