Vereadores debatem sobre os gastos com a saúde pública pela Prefeitura de Macapá

por Danielle Duarte última modificação 27/04/2018 15h27

O atual secretário municipal de saúde de Macapá, Eldren Silva Lage, foi sabatinado pelos vereadores da capital na manhã desta quarta-feira, 25, durante audiência pública que debateu e avaliou os gastos da saúde municipal.

Entre os questionamentos destacam-se: o prazo de entrega das duas Unidades Básicas de Saúde (UBS,s) do Congós e Lélio Silva, que passam por reforma há mais de um ano, além de valores exatos investidos nas duas obras.

Explicações- Os parlamentares pediram ainda explicações sobre horários de funcionamento das UBS,s, abastecimento de medicamentos e a falta de médicos em algumas Unidades Básicas de Saúde, principalmente nos distritos da capital.

A respeito das obras de reforma das UBS,s Congós e Lélio Silva, na zona sul de Macapá, Eldren Silva lamentou que outras obras de reforma de UBS,s também enfrentam problemas de atraso na entrega do serviço.

O secretário garantiu que até quinta-feira da próxima semana, a UBS,s Maruanum, no distrito com o mesmo nome, há cerca de 60 quilômetros de Macapá, receberá um médico brasileiro pelo programa Mais Médico.

Investimento- Eldren Silva ressalta que em 2017, o investimento na saúde municipal de Macapá foi de aproximadamente R$ 180 milhões, com 15% de contrapartida constitucional da Prefeitura Municipal de Macapá (PMM). Este ano de 2018, o orçamento disponível até agora é de R$ 150 milhões.

No final, o gestor apresentou uma planilha detalhada com gastos em aquisição de medicamentos, equipamentos, correlatos, pagamento de pessoal, programas de saúde e ofertas de serviços.

Vereadores - Participaram da audiência pública os vereadores Ruzivan Pontes (Solidariedade), que presidiu a reunião, Cláudio Rodrigues (PDT), Rinaldo Martins (PSOL), Caetano Bentes (PSC), Jorielson Nascimento (PRP), Pastor Didio Silva (PRP), Gian do Nae (Avante), Antônio Grilo (PV), Victor Hugo (PV), Marcelo Dias (PPS), Auciney Maciel (PSDB), Diogo Senior (PMB) e o vereador licenciado Yuri Pelas (MDB).

Secretaria de Comunicação/SECOM/CMM.