Janete Capiberibe promove debate sobre o fenômeno natural das “terras caídas”, no Bailique

por Sec. Comunicação publicado 26/05/2021 15h10, última modificação 26/05/2021 15h10

Durante o grande expediente da 22ª Sessão Ordinária em ambiente virtual da Câmara Municipal de Macapá, nesta terça-feira (25), por meio de solicitação a vereadora Janete Capiberibe (PSB), o presidente do Conselho do Comunitário do Bailique (CCB), Paulo Mota Rocha, usou a tribuna virtual da Casa de Leis, onde alertou sobre os problemas causados pelo fenômeno natural conhecido como “terras caídas”, que destrói casas e escolas das comunidades.

Na oportunidade, o líder comunitário disse que a falta de energia regular no Bailique é outro transtorno. Segundo ele, a economia do açaí, uma das mais fortes da região, depende muito da eletricidade segura e confiável para se desenvolver.

Na mesma sessão, a vereadora Janete Capibeirbe apresentou dois requerimentos cobrando limpeza, pavimentação e iluminação de vias dos Bairros Araxá e Marabaixo 1.

Ascom/Janete Capiberibe