João Henrique defende o cumprimento da gratuidade no transporte coletivo.‏

por danielle.duarte — publicado 09/11/2015 12h20, última modificação 09/11/2015 12h20

       O vereador João Henrique Pimentel(PDT), defendeu durante a 52ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Macapá, nesta quinta-feira(29), o cumprimento de leis que asseguram a gratuidade no transporte público em Macapá. 

         Segundo João Henrique, leis que deveriam beneficiar idosos, doadores de sangue, agentes de segurança, entre outras categorias, muitas das vezes deixam de ser cumpridas pelo sistema de transporte público na capital. 
     João Henrique diz que são constantes os relatos de pessoas, a maioria idosos acima de 65 anos de idade, que são desrespeitados diariamente nos ônibus porque esqueceram ou não tem a carteirinha que isenta o idoso do pagamento da tarifa de ônibus. “Idosos que apresentam apenas a identidade como documento pessoal é barrado nos ônibus de Macapá”. Denuncia o parlamentar. 

     O vereador diz que vai requerer por meio de oficio explicações e informações consistentes acerca da política de gratuidade no transporte público. Os documentos serão enviados a Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) e ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá(Setap), instituições que atuam no gerenciamento do transporte público de Macapá. 

       “Como se não bastasse o aumento abusivo da tarifa de ônibus em Macapá para R$ 2,75. As pessoas que tem direito gratuidade nos ônibus não estão sendo respeitados, principalmente os idosos”. Observou JH.