Marcelo Dias faz avaliação de seus dois meses e meio à frente da Câmara Municipal de Macapá

por Adriana Stephanie Amoras Ramos publicado 11/07/2019 17h38, última modificação 11/07/2019 17h38

Em entrevista concedida à um programa de rádio local, o presidente da Câmara Municipal de Macapá (CMM), vereador Marcelo Dias (PPS), fez um balanço das ações da CMM, durante os dois meses e meio em que está no comando da gestão. Neste período, a Casa com apoio de todos os vereadores, apreciou 1.232 requerimentos, 309 indicações, 51 projetos de leis e 73 pareceres de comissões. 

Marcelo Dias ressaltou que a reforma administrativa da CMM, prevê a oxigenação, modernidade e agilidade na prestação de serviços à sociedade. Ele destacou os avanços alcançados durante os dois meses e meio da nova gestão, entre eles: A transmissão ao vivo pelo facebook das sessões legislativas que ocorrem às terças e quintas-feiras, disponibilidade de cópias do regimento interno da Casa para cada parlamentar durante as sessões e a instalação de cadeiras (poltronas) nas galerias para receber com maior comodidade e conforto à população. As poltronas foram doadas por meio de um termo celebrado entre a CMM, deputado federal Vinícius Gurgel e deputada estadual Luciana Gurgel. 

Concurso público- O presidente também confirmou que o concurso público e a reforma do regimento interno da CMM, são prioridades da gestão para o segundo semestre. “Após o recesso parlamentar, iremos nomear as pessoas que vão integrar a comissão responsável pelos estudos preliminares à respeito do certame, previsto para ser realizado até o inicio do próximo ano”, afirma o parlamentar. 

Segundo Marcelo Dias, a atualização do regimento interno da CMM, vai permitir, por exemplo, que sejam feitos descontos nos salários de Vereadores que faltarem nas sessões legislativas sem justificar as faltas. “Nós vereadores fomos eleitos para servir o povo, somos servidores públicos igual a qualquer outro, não podemos ter privilégios”. 

Novo tempo- “A Câmara de Vereadores vive um novo tempo. As mudanças que vêm ocorrendo são necessárias e pensadas para melhorar os serviços que os 23 vereadores, através de seus mandatos disponibilizam à sociedade”, argumenta. 

O presidente anunciou ainda a realização de sessões itinerantes nos bairros e distritos da capital, a partir do segundo semestre. 

Texto: Edi Wilson Silva.
Fotos: Deco de França
Secretaria de Comunicação/SECOM/CMM.