Vereadora se manifesta contra o reajuste da tarifa de ônibus

por danielle.duarte — publicado 14/09/2015 22h44, última modificação 14/09/2015 22h44

O reajuste abusivo da tarifa de ônibus em Macapá de R$ 2,10 para R$ 2,75, provocou a reação sumária da maioria dos vereadores de Macapá. A pauta foi debatida nesta terça-feira, 8, durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Macapá (CMM).

O reajuste aconteceu na última quinta-feira, 3, por meio de decisão judicial, homologada a partir de acordo bilateral entre o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap) e a Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTmac). 

Segundo a vereadora Adrianna Ramos (sem legenda) as negociações para se chegar ao reajuste, contraria os preceitos da Lei Orgânica do Município, que estabelece a competência deste tipo de matéria à CMM e posteriormente ao prefeito do município. “Sequer fomos ouvidos. A própria Comissão de Viação e Transporte da CMM não foi consultada”.

Adrianna Ramos diz que o aumento é absurdo e não agrada o trabalhador macapaense, haja vista que a qualidade do transporte público em Macapá é muito precária. “Para se alcançar um valor justo da tarifa é preciso que as empresas invistam mais na qualidade do serviço, e que todos fiscalizem”.